Bom Gosto

Consumo de sal nas Américas é três vezes maior que recomendado por OMS

Opas apresenta novas metas para reduzir produto na alimentação

Por Valdemar Rocha em 30/10/2021 às 12:43:19
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Habitantes das Américas consomem entre 8,5 e 15 gramas de sal por dia, quantidade tr√™s vezes maior do que a recomendada pela Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS).

Para estimular novos h√°bitos, a Organiza√ß√£o Pan-Americana de Sa√ļde (Opas), bra√ßo direito da OMS, apresentou novas metas regionais para a redu√ß√£o do sal na dieta da popula√ß√£o. O principal objetivo é reduzir o teor de sódio dos alimentos processados, incluindo de p√£es, cereais e gr√£os, carnes processadas e latic√≠nios. O diretor de Doen√ßas Transmiss√≠veis e Sa√ļde Mental da Opas, Ansel Hennis, lembra que os pa√≠ses das Américas haviam concordado em reduzir o consumo de sal em 30% até 2025.

De acordo com a Opas, a comida processada tem grande quantidade de sal e é muito consumida no continente americano. A institui√ß√£o lembra que ingerir sal em excesso contribui para maior risco de doen√ßas cardiovasculares, como press√£o alta. Por ano, 9,4 milh√Ķes de pessoas morrem dos impactos da hipertens√£o.

Estudos médicos j√° comprovaram que consumir menos de 5 gramas de sal por dia pode reduzir riscos de doen√ßas do cora√ß√£o e de acidente vascular cerebral (AVC).

Impactos da covid-19

Hennis destaca que a pandemia de covid-19 fez a situa√ß√£o piorar, criando mais desafios para prevenir e controlar fatores de risco associados ao confinamento. Mudan√ßas no estilo de vida também levaram as pessoas a consumir mais alimentos que n√£o s√£o saud√°veis.

As novas metas publicadas pela Opas estabelecem consumos m√°ximos do teor de sódio para dezenas de categorias de alimentos. As novas diretrizes também servem para apoiar as pol√≠ticas regulatórias dos pa√≠ses e tentar estimular uma redu√ß√£o na oferta e na demanda de produtos com excesso de sódio.

* Com informa√ß√Ķes da ONU News

Edição: Graça Adjuto

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Custo Zero

Coment√°rios